Notícias

 
Início do V Colóquio de Teologia e Pastoral: "300 anos de Aparecida: a emergência do feminino num novo contexto eclesial" 20/04/2017 - Atualizado em 20/04/2017 14h20

Início do V Colóquio de Teologia e Pastoral:
A+ a-

O V Colóquio de Teologia e Pastoral terá início no dia 08 de Maio, às 19h30.

O V Colóquio de Teologia e Pastoral terminará no dia 10 de Maio, por volta das 21h30.

O texto das comunicações aprovadas deve ser enviado até o dia 20 de Maio de 2017.

 

Saiba mais sobre o evento em:  https://goo.gl/xYjvNv

A emergência do feminino num novo contexto eclesial

Em 1717 um grupo de pescadores encontrou, nas águas do Rio Paraíba, uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, logo “batizada” de Aparecida. Ao longo dos anos esta imagem tornou-se um dos grandes símbolos da fé do povo brasileiro. A ela acorrem milhares de fiéis, trazendo-lhe suas dores, esperanças, angústias e alegrias, acreditando que por ela a “Graça” dentre as graças lhes é dada: Jesus. Nossa Senhora Aparecida, “ícone do Mistério divino”, continua alimentando o caminho espiritual de milhões de fiéis, atraindo a seu Filho, tantos buscadores de sentido, consolo, ânimo e força para seguir o caminho como “romeiros da existência”.

Celebrar este jubileu é voltar-se para o lugar do feminino na história salvífica, mas também no coração da sociedade e da Igreja. É importante reconhecer o lugar das mulheres na Sagrada Escritura, na tradição espiritual e teológica das igrejas cristãs, como o atestam tantas mártires, santas, fundadoras, místicas, teólogas, poetizas, reformadoras. A história de todas as sociedades também é marcada por mulheres que fizeram a diferença, embora nem sempre tenham sido reconhecidas, mas, ao contrário, foram e são muitas vezes relegadas a papeis subalternos, e frequentemente são vítimas de violências e de injustiças, que se perpetuam em tantos meios sociais e culturais.

Aproximar a comemoração deste jubileu mariano com a questão do feminino na sociedade e na Igreja é perguntar-se pelo papel de Maria na formação de uma nova maneira de pensar as relações entre homens e mulheres nas diversas dimensões sociais e eclesiais. Como a figura de Maria pode ajudar os membros da Igreja a repensarem o lugar da mulher nas diversas instâncias eclesiais? Como este “ícone do mistério”, que se revela em Aparecida, pode alimentar a formação de uma nova mentalidade com relação ao feminino na sociedade e na cultura brasileiras, tão marcadas pela violência contra a mulher, e a não valorização de sua contribuição na formação do nosso povo? É sobre esse tema que se debruçará o V Colóquio de Teologia e Pastoral, organizado pela FAJE, ISTA, PUC Minas e Centro Loyola.

 

 

 
voltar

 

últimas notícias da ANPTECRE
 
Receba notícias e artigos do ANPTECRE - Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Teologia e Ciências da Religião Cadastre seu e-mail...
Rua Ministro de Godoy, 969 (4ª andar, Sala 4E-09) | Perdizes - São Paulo / SP
CEP 05015-001 | Trace sua rota...
© 2015 ANPTECRE - Todos os direitos reservados